Grau de Púrpura Real

 O Grau de Púrpura Real é o resultado do sonho de Ellen Stinson Amick, Past Honorável Rainha de Wyoming e Past Honorável Rainha do Supremo Bethel. Ellen e um grupo de Filhas de Jó de Nebraska determinaram as diretrizes para indicação e desenvolveram a cerimônia de conferência do grau.

 

O Grau é concedido em reconhecimento aos serviços de grande notoriedade e dedicação prestados por um Membro de Maioridade às Filhas de Jó Internacional. O intuito é dar reconhecimento a um Membro de Maioridade que tenha contribuído além do que exige seus deveres, isto é, reconhecer uma notável colaboradora da nossa organização. 

 

Os primeiros graus foram concedidos na Sessão do Grande Conselho Guardião de Nebraska em Junho de 1974. A Sra. Amick foi a primeira a receber o grau. O grau foi conferido pela primeira vez para Filhas sob a Suprema Jurisdição na Sessão do Supremo Conselho Guardião em Hershey, PA, em 1977.

 

Na jurisdição baiana o primeiro Grau de Púrpura Real foi indicado pelo Bethel 02 de Vitória da Conquista e concedido à Daniela Nascimento da Silva de forma simbólica - sob autorização, na época, da Suprema Deputada para o Brasil, Marilee Smiley, e da Presidente do Comitê de Grau de Púrpura Real sob supremas jurisdições, Jennifer Schoeb - no XIII Congresso das Filhas de Jó do estado da Bahia em julho de 2012 e de forma oficial no I Congresso Nacional Brasileiros de Bethéis em outubro de 2012. 

 

Desde 2016 ocorreram novas concessões de Grau Púrpura Real na Bahia. Confira a lista:

 

Cleytiane Lima, Bethel 01; e Paula Vielmo, Bethel 03 -  durante a II Grande Sessão, em Julho de 2016.

Isabela Dellmondes, Bethel 14; e Luana Sandes, Bethel 01 - durante a III Grande Sessão, em Julho de 2017.

Filhas de Jó Bahia

 

Official website of Bahia Job's Daughter

Contact us: fdjbahia@gmail.com