Cargo da Semana: Honorável Rainha

 

                                                                                                          "Bons líderes fazem as pessoas sentir que elas estão no centro das
                                                                                                                    coisas, e não na periferia. Cada um sente que ele ou ela faz a
                                                                                                            diferença para o sucesso da organização. Quando isso acontece,                                                                                                         as pessoas se sentem centradas e isso dá sentido ao seu trabalho.”

                                                                                                                                                                                                    Warren Bennis

 

 

 

 

O primeiro cargo escolhido para dar início ao projeto (http://www.filhasdejobahia.org/projetos-grande-bethel) foi o de Honorável Rainha, um cargo que serve de modelo para as demais Filhas. Nesse sentido, este texto visa trazer alguns aspectos importantes, sugestões, dicas e explanações sobre o cargo, sendo que apesar dessas informações não serem encontradas no ritual, todas possuem o intuito de ajudar e trazer um pouco mais de informação sobre ele. Vale registrar que os textos desse e dos demais cargos não estão destinados somente para as Filhas de Jó que ocupam atualmente o posto, mas para todos os membros das FJI que possuem um interesse maior sobre a aprendizagem e função dos mesmos. As lições desses tópicos não se encerram nesse texto, entretanto servem de farol para que todos nós possamos buscar um maior aprofundamento no tema, no intuito de crescermos em coletividade.

 

 

 

Comunicação/ Diálogo

 

A Honorável Rainha possui diversas funções e responsabilidades, assim como a Guardiã, dentro da dinâmica de um Bethel. Por conta disso, para que as atividades ocorram da melhor maneira, a harmonia e comunicação entre HR e GB deve sempre prevalecer. O CGB está para o Bethel, assim como uma viga está para um edifício; a viga normalmente não aparece, mas sem ela o edifício não se mantém.

Desse modo, o CGB está para apoiar e ser responsável pelas Filhas de Jó e dialogar com ele é o alicerce para a construção de um Bethel mais participativo, cooperativo e pulsante. Um aspecto que deve ser trabalhado dia-a-dia é que não devemos cair no equívoco da comunicação sem diálogo, pois devemos nos empenhar em uma cooperação entre todos os membros do Bethel. A Honorável Rainha não deve apenas passar as informações, é preciso ter humildade para aceitar sugestões e não transformar a reunião em um monólogo.

Cortesia e gentileza, especialmente quando tratamos do cargo de HR, são fatores que transformam para melhor a convivência e, consequentemente, a evolução do Bethel.  Ao ser instalada nesse cargo, saber que não deve agir com autoritarismo como se o Bethel fosse seu é indispensável. A cortesia na fala e no modo de agir acalma, proporciona alívio, transforma o Bethel em um ambiente propício para o desenvolvimento individual e do coletivo, ajudando no aperfeiçoamento das atividades futuras.

Trabalho em equipe

Entender que por mais esforço que a HR distribua e ofereça para o Bethel não será suficiente para atingir os objetivos é fundamental. A verdade é que ninguém faz nada sozinho! Voltamos ao ponto de que a reunião e as práticas não podem ficar restritas a apenas uma pessoa.

“O melhor líder não é necessariamente aquele que faz as melhores coisas. Ele é aquele que faz com que pessoas realizem as melhores coisas.” 

Então é papel da Honorável Rainha conseguir delegar as tarefas. Saber pedir ajuda das Irmãs é vital para o sucesso da gestão, mas deve-se ter CUIDADO, pois um perigo furtivo perpassa esse momento. Muitas vezes, acabamos delegando muitas coisas para a(s) mesma(s) pessoa(s), seja por motivo de afinidade ou até pelo desenvolvimento proeminente que essa pessoa possui, contudo, o papel da Honorável Rainha é compreender e transmitir a valiosa lição de que estamos todas em constante processo de aprendizagem. Dessa maneira, deve-se assimilar que é preciso delegar dando possibilidade de que outras (todas) meninas desenvolvam as suas habilidades orais, de escrita, de organização, entre outras coisas. Lidar e superar as nossas limitações é também um dos ensinamentos de nossa organização.

Ter domínio da reunião

 

O ritual é a base para compreender todas as outras conjunturas, logo é necessário possuir o domínio dele. Entretanto, ter domínio da reunião vai além de entender o ritual.

As anotações precisam estar bem organizadas, as escoltas e apresentações precisam ser verificadas antes do início da reunião, os tópicos que serão abordados na ritualística precisam ter sido discutidos e aprovados com antecedência junto a Guardiã do Bethel – não deixe para poucos minutos antes da reunião! A partir dos tópicos, formule seus pensamentos e mensagens para que a reunião não se prolongue ou que a discussão fuja do propósito.

Para uma boa condução da reunião, é importante manter uma relação coesa com a irmã secretária, pois a mesma tem uma função direta com a organização da reunião. Assim, conversar com ela antes da cerimônia é fundamental para que partes administrativas ocorram de forma ordenada e acessível para todas as meninas do Bethel.

Além disso, palavras de afirmação e incentivo para as outras irmãs também se fazem necessárias para inspirar cada uma a demonstrar seus pensamentos, sugerir novas ideias e então trabalhar numa gestão em que todas possuam participação. O Bethel deve ser um ambiente sadio, em que todos se sintam acolhidos e, principalmente, ouvidos. Assim, é papel da Honorável Rainha construir e manter a ponte de comunicação entre os membros da Ordem.

Finalização

 

Não poderíamos pensar que esse pequeno texto daria uma fórmula pronta de como ser HR e de como agir na aplicação das atividades do Bethel, porém o que encontramos aqui são algumas questões relacionadas a esse cargo e direcionamentos que buscam a reflexão sobre o que realmente buscamos ao assumir a liderança em tão importante organização.

A Honorável Rainha é eleita pelas demais irmãs, mas deve ter em mente que aceitou o cargo e se comprometeu ao assumir um juramento solene. As responsabilidades da função devem ser trabalhadas todos os dias, com humildade para dirigir as tarefas, força para levar adiante os projetos, paciência ao enfrentar as limitações e criatividade para encontrar novos caminhos que harmonizem os pontos de vista no encontro de um propósito em conjunto.

A realidade é que devemos sempre buscar novas formas de realizar e melhorar nossa prática como Filhas de Jó.

É importantíssimo perceber que cada Bethel possui suas especificidades e dinâmicas, portanto fazer adaptações na forma de conduzir as atividades é necessário, observando o contexto, a faixa etária, a logística e estrutura disponíveis para o Bethel, sempre com a meta de agregar pessoas com costumes e perspectivas diferentes, porém com o mesmo objetivo de evolução.

Para finalizar o primeiro texto do cargo da semana, faço a indicação de uma música (https://www.youtube.com/watch?v=G1Ojm-tmdAY). Que sua mensagem possa chegar até ao leitor e servir de inspiração para os nossos futuros trabalhos nas FJI.

 

 

 

Um Grande e Carinhoso Abraço,

Rafaella Delmondes (HRGB)

Please reload

Bahia marca presença na Suprema Sessão Virtual de 2020

1/10
Please reload

Posts em destaque
Siga-nos
Please reload

Posts Recentes
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square

Filhas de Jó Bahia

 

Official website of Bahia Job's Daughter

Contact us: fdjbahia@gmail.com